Bem vindos!

Ola! Cadastre-se ou faça o seu login para obter acesso a todos os nossos recursos. Uma vez cadastrado e logado, você será capaz de criar tópicos, postar respostas a tópicos já existentes, dar reputação ao seus companheiros, ter seu próprio messenger privado, atualizar o seu status, gerenciar seu perfil e muito mais. Esta mensagem será removida depois de ter se-cadastrado/logado.

Register Entrar

Tranco na redução para segunda marcha

Iniciador do tópico #1
Olá galera, estou com esse probleminha (talvez seja mais grave), tanto na redução manual pra 2º marcha quanto na redução pelo cambio automático ele da um pequeno tranco (um estralo, barulhihno chato). O que poderia ser?
 
#2
O meu esta igual, tenho a3 sedan ambition 2014. O mecânico disse que é problema na embreagem. É um tranco quando reduz, se colocar no S fica mais evidente! No meu a impressão que dá é como se ele escapasse alguma coisa.
Abraço
 
#4
Pode ser algo relacioando a mecatronica ou embreagem. Aparece alguma falha no painel ou algum scanner de diagnostico foi passado no veiculo?
Já passei o scanner e não acusa nada. No painel está ligado à luz de injeção ( acusa problema no catalizador indicado pelo scanner).
Mas levei na audi e relataram problema na embreagem! Vai ter que ser substituída.
 
#6
Olá galera, estou com esse probleminha (talvez seja mais grave), tanto na redução manual pra 2º marcha quanto na redução pelo cambio automático ele da um pequeno tranco (um estralo, barulhihno chato). O que poderia ser?

O meu está com mesmo sintoma, reduções e quando aquece bastante e vou arrancar na 1 marcha da um pequeno tranco.... Resultado embreagem vai ser substituída na css..
 
#7
Seria bom levar a uma oficina com scanner, de preferencia o scanner oficial VAG chamado VAS5054a com o software ODIS Service e verificar se há alguma anomalia registrada no módulo da transmissão.

Caso não se tenha nenhuma pista do que atacar, solicitar que façam o procedimento de AJUSTE BASICO via o proprio scanner VAG e logo após realizar a viagem de teste/adaptação. Verificar se os sintomas somem tanto com o óleo do cambio frio até a temperatura de trabalho (90 graus celsius mais o menos).

Caso o ajuste basico nao consiga ser completado até o final ou o sintoma nao tenha desaparecido, deve-se intervir com algum procedimento de conserto: atualizacao de software, verificar mecatronica ou verificar caixa/embreagem.